Prefeitura apresenta novo Centro Municipal de Educação Infantil

O Cemei, no bairro Fênix, foi construído com recursos municipais e atenderá crianças de 0 a 5 anos de idade.

prefeitura-apresenta-novo-centro-municipal-de-educacao-infantil

O novo Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei), no bairro Fênix, foi apresentado à comunidade na manhã deste sábado (25). Alunos de 0 a 5 anos de idade dos bairros Fênix, Monsenhor José Lopes, Santa Marta e Santa Ruth contam agora com instalações modernas, seguras e adequadas para cada faixa etária. O novo espaço vai beneficiar também os funcionários que terão mais conforto para trabalhar.

Construída na Praça de Esporte e Cultura, a edificação foi iniciada em 2016 com recursos federais. No entanto, após o atraso do repasse de verbas e, por fim, o completo cancelamento, a Prefeitura assumiu, sozinha, os custos e finalizou as obras em março deste ano. O investimento foi de 1.259.311,80 proveniente do Programa Pró-Infância, Fundo Nacional de Desenvolvimento em Educação (FNDE) e do Município (R$ 700 mil). Todo o processo foi supervisionado pelas secretarias municipais de Obras (SMO) e de Educação (SME).

“Essa obra foi iniciada há quatro anos. Tivemos inúmeros dificuldades com o repasse de recursos. Ela seria construída com 90% de recurso federal e 10% de recurso do Município. Ao longo dos anos – 2016, 2017 e 2018 – com muito atraso no repasse dos fundos. Em 2019, com a mudança do Governo Federal, travou-se mais ainda – demorou mais de seis meses para haver liberação dos recursos. Assim, a executora da obra ficou mais de oito meses sem receber. Em janeiro de 2020, estivemos em Brasília e conseguimos liberar um pouco dos recursos. No entanto, há cerca de quatro meses o Governo Federal cancelou todos os empenhos do FNDE. Assim, o prefeito Ronaldo Magalhães corajosa e acertadamente, decidiu eu ia terminar essa obra com recursos do Município”, contou o secretário municipal de Obras, Ronaldo Lott.

A solenidade contou com a presença do prefeito Ronaldo Magalhães e do secretário municipal de Educação José Gonçalves Moreira, além de servidores da rede municipal de ensino. Em seu discurso, Ronaldo Magalhães lembrou os investimentos do Governo Municipal na educação, como a ampliação do campus da Unifei, a construção de Cemeis, e os programas Conexão Jovem e Cultura empreendedora. Mesmo durante a pandemia, as ações do Município não pararam. Para garantir a alimentação dos alunos em vulnerabilidade durante a suspensão das aulas presenciais, a SME criou o projeto Merenda em Casa.

“A preocupação de todo gestor tem que ser para todos os níveis da educação. E esse primeiro momento, que vai de 0 a 5 anos, em eu a criança está iniciando seus estudos, é de uma importância muito grande, pois está se preparando para o futuro. E temos investido em todos os níveis. Reformamos escolas, fizemos um concurso público para eu os servidores ‘entrem pela porta da frente’ no serviço público, entre outras ações. Isso tudo dá uma qualidade de ensino melhor. Apesar das dificuldades e da falta de repasse do Governo Federal, buscamos alternativas e nos empenhamos muito para terminar esta obra. O nosso olhar sempre será voltado para a base, que é a construção de um futuro melhor”.

O centro é formado por dois segmentos. O bloco A é formado por hall; administração; sala dos professores e reunião; fraldários e depósitos (creche I); salas de atividades para crianças de 0 a 11 meses (amamentação, solário, lactário); banheiros para adultos, com acessibilidade; lavanderia, rouparia, cozinha e despensa.

Já o bloco B, conta com duas salas de atividades para crianças nas idades de um a um ano e 11 meses (creche II) e de dois a três anos e 11 meses; banheiros infantis com acessibilidade; dois solários; sala multiúso; duas salas da pré-escola (crianças de 4 a 5 anos) e almoxarifado. O centro é composto ainda por um pátio coberto com refeitório para integração entre as diversas faixas etárias e um espaço não coberto destinado à instalação de brinquedos infantis.

Para José Gonçalves, o projeto oferece uma arquitetura ideal para atendimento da educação infantil. Segundo o secretário, a separação dos alunos por segmentos permite a utilização de materiais e móveis específicos para o público de cada faixa etária, o que proporciona uma educação de mais qualidade.

“Essa unidade tem condições de comportar, no mínimo, 150 alunos com idades entre 0 e 5 anos, separados por faixa etária. Além do mais, aqui também tem espaço para ampliação. Se no futuro houver necessidade de ampliar, há espaço e infraestrutura pronta para isso. Logo que passar a pandemia, assim eu for seguro o funcionamento das escolas, chamaremos o pessoal que passou no concurso – feito gora pelo governo Ronaldo Magalhães – para assumir o trabalho aqui. Então já temos prédio, alunos e funcionários para trabalhar. Só falta o Covid-19 acabar”, explicou.

Em tempo

Esta é uma das quatro novas Cemei no município. Há ainda obras nos bairros Gabiroba, Boa Esperança e Barreiro. Cada unidade deve acolher, pelo menos, 150 crianças. De acordo com José Gonçalves, as instituições “somadas a convênios firmados para o funcionamento de outras unidades – uma no Praia e outra no Fênix – devem garantir mais 700 vagas na rede municipal de ensino”. Embora a construção da unidade esteja concluída, segundo o secretário, não há previsão do efetivo funcionamento, devido às medidas de isolamento social em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Divulgação PMI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *