Briga familiar termina com um morto e dois feridos em Nova Era

O homicídio aconteceu na noite de ontem, no bairro Colina.

briga-familiar-termina-com-um-morto-e-dois-feridos-em-nova-era
Foto Arquivo / ItabiraNet

Uma briga familiar na noite de ontem (13), acabou com uma pessoa morta e outras duas feridas no bairro Colina em Nova Era. Adriano Sidney da Costa, de 47 anos, morreu depois de ter agredido a irmã e o sobrinho, que é acusado de ter sido o autor do homicídio.

Os policiais foram até ao local após várias denúncias de que a vítima estaria agredindo a irmã, de 63 anos, e o sobrinho, de 27. Os militares depararam com Adriano Sidney caído já sem vida.

O sobrinho, que estava com ferimentos na cabeça e escoriações no tórax, disse aos policiais que Adriano Sidney estava descontrolado e agredindo a tia, que teria agido em legítima defesa.

A irmã da vítima, que também estava com ferimento na cabeça, disse que ela e Adriano estavam na igreja, que na volta para a casa, ele dizia que ela e uma outra pessoa iria morrer, que ele cometeria suicídio após os assassinatos.

Adriano Sidney teria utilizou uma marreta para bater na porta da casa da irmã, ele quebrou o vidro da janela para invadir a residência. A mulher fugiu pelas portas do fundo e foi pedir por socorro na casa do sobrinho, onde ela foi agredida com um golpe de marreta na cabeça.

O sobrinho, em defesa da tia, conseguiu desarmar Adriano Sidney, que se armou novamente com um martelo e passou a desferir golpes nas vítimas. Adriano Sidney entrou em luta corporal com o sobrinho e chegou a se armar com uma picareta.

Segundo testemunhas, durante a briga, Adriano Sidney caiu e morreu ao bater com a cabeça no degrau de uma porta. Os militares preservaram o local para a perícia técnica da Polícia Civil.

Após os trabalhos periciais, o corpo de Adriano Sidney foi encaminhado ao Posto Médico Legal (PML) em João Monlevade. Os policiais apreenderam o martelo, a marreta e a picareta.

O sobrinho foi encaminhado ao hospital junto com a tia e em seguida os dois foram levados para prestar esclarecimentos sobre o fato ao delegado de plantão, que ficou a cargo de tomar as devidas providências pertinentes ao caso, que será investigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *