Chuvas voltam a castigar cidades no interior de Minas

Pelo menos dez cidades mineiras sofreram com enchentes e alagamentos no fim de semana

chuvas-voltam-a-castigar-e-bombeiros-recebem-varios-chamados

Mais uma vez, Minas Gerais foi assolada pelas chuvas torrenciais do início do ano e muitas cidades mineiras ficaram debaixo d’água. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), somente na capital mineira, já choveu 68% acima da média histórica e a precipitação pode continuar em Belo Horizonte e no restante do estado ainda nesta semana.

Nos últimos dias, pelo menos dez cidades de Minas sofreram com alagamentos, enchentes e deslizamentos de terra, provocando, infelizmente, a morte de dezenas de pessoas. Em Santa Maria de Itabira, na Região Central do estado, o solo encharcado pela chuva favoreceu deslizamentos de terra que culminaram no soterramento de moradores. Ruas e pontes foram arruinadas e obstruídas, deixando um verdadeiro rastro de destruição no município.

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), recebeu desde a última sexta-feira (19) até a manhã de hoje (23), mais de 400 chamados para vistorias, pessoas ilhadas, salvamentos de pessoas em alagamentos, desabamentos, entre outras ocorrências relacionadas à chuva. E a corporação segue atuando em todas as cidades mineiras e atendendo aos inúmeros pedidos que continuam chegando.

O governador Romeu Zema visitou no domingo (21), a cidade de Santa Maria de Itabira, conversou com o oficiais do Corpo de Bombeiros que estavam à frente da operação, e nesta segunda-feira (22), Zema também visitou a cidade de Carangola, uma das mais afetadas pelos danos da chuva. O governo de Minas está comprometido com a ajuda às cidades atingidas, bem como o Corpo de Bombeiros segue prestando atendimento e vistorias nas casas e regiões de risco.

Confira a síntese dos principais municípios afetados pela chuva

Matozinhos

Dia 17 (quarta-feira) – Devido ao aumento do nível das águas do Córrego da Mata, os militares foram acionados para realizar vistorias juntamente com um membro da Defesa Civil. Felizmente, não houve vítimas, contudo, foi relatado alagamento nessas vias que afetaram alguns imóveis e logo no início da noite o nível da água já havia baixado.

De acordo com a Defesa Civil municipal, 4 famílias, totalizando 20 pessoas, foram desabrigadas permanecendo em alojamentos cedidos pelo município. Outras 12 famílias, totalizando 30 pessoas, desalojadas em casa de parentes.

Manhuaçu e região

A 2ª Cia/11º BBM – Manhuaçu recebeu diversos chamados para socorrimento de pessoas que se encontravam isoladas e ilhadas, realizando o salvamento de diversas famílias.

Militares do PEMAD de Governador Valadares e do 11º BBM de Ipatinga se deslocaram em apoio a 2ª Cia de Manhuaçu para realizar os atendimentos. Houve mobilização de equipes do Corpo de Bombeiros nas cidades de Orizânia, Matipó e Espera Feliz, além de Manhuaçu.

O trabalho foi realizado de forma integrada com a Defesa Civil de cada Município e teve também a importante participação da Polícia Militar.

“Apesar dos prejuízos causados pelas chuvas, principalmente com a destruição de pontes, a emissão do “ALERTA” precoce para a população foi de fundamental importância para que as pessoas pudessem retirar seus pertences de suas casas e também deixa-las, evitando assim um prejuízo ainda maior.” Relatou Tenente Flávio, Comandante da 2ª Companhia de Bombeiros Militar de Manhuaçu.

Um deslizamento de terra atingiu uma residência na cidade de Divino deixando uma pessoa soterrada. Na cidade de Durandé, três pessoas montadas em cavalos tentaram atravessar uma ponte que estava coberta pelas águas. A força da correnteza arrastou os animais juntamente com seus donos. Duas pessoas conseguiram nadar até a margem do rio e se salvaram, mas uma pessoa foi arrastada por aproximadamente 300 metros, vindo a submergir em seguida. O Corpo de Bombeiros foi acionado para realizar o resgate do corpo da vítima, que foi localizada.

Salvamento no Distrito de Ponte do Silva

O Distrito de Ponte do Silva foi um dos mais afetados pela chuva na região de Manhuaçu. Uma imagem que viralizou nas redes sociais foi o salvamento realizado pelo 2º Sargento Gilberto, onde após realizar a travessia do rio nadando, resgata e carrega nos ombros uma senhora que se encontrava ilhada em sua residência.

Luisburgo

Na manhã de sexta-feira (19), fomos acionados para ações de prevenção e mitigação em transbordamento de represa da na cidade de Luisburgo, devido às chuvas dos últimos dias. O transbordamento passou por cima da crista da barragem afetando a área rural, onde a represa se encontra. Sem envolvimento de vítimas.

Lagoa Santa

Sexta-feira (19) – Três pessoas ficaram ilhadas dentro de uma Escola CIEE – Perto do antigo Poliesportivo, em Lagoa Santa. Os militares atuaram no auxilio aos moradores para deixar o local em segurança.

Os bombeiros se deslocaram na sequência para resgatar um idoso acamado na Várzea, Lagoa Santa. O idoso não conseguia sair devido ao nível de água que está subiu muito rápido.

Orizânia

Sexta-feira (19) – Chamada de pessoas e animais ilhados em Orizânia. Uma equipe de Manhuaçu deslocou para Orizânia para apoiar na retirada de pessoas ilhadas no Centro da cidade. Não houve feridos ou vítimas fatais.

Matipó

Sexta-feira (19) – Fomos acionados em apoio à Prefeitura do município para resgate de pessoas ilhadas devido à alagamento em vários pontos.

Cerca de 15 famílias foram retiradas de suas casas inundadas, através de embarcação ou carregadas. Foi priorizado idosos, crianças e outros casos de dificuldade de locomoção, primeiramente.

Carangola

Sexta-feira (19) – Devido às fortes chuvas no município, o Rio Carangola veio a transbordar e atingiu a população ribeirinha. Várias pessoas ficaram ilhadas. Militares de Muriaé, Ubá e uma equipe especializada (PEMAD) de Juiz de Fora chegaram na cidade no início da noite em apoio e iniciaram as ações de socorro.

Foram realizados 42 salvamentos de pessoas que estavam ilhadas em situação de risco, 2 pessoas afogadas (grau 1: nessa classificação, a vítima apresenta apenas tosse, devido ter ingerido água em grande quantidade) e 4 pessoas em situação de risco iminente de desabamento de edificação em local de difícil acesso.

Montes Claros

Sábado (20) – Devido à grande quantidade de precipitação pluviométrica Com intensas chuvas, bombeiros de Montes Claros atuaram no corte de árvores caídas em via pública, no centro da cidade. As árvores bloquearam apenas bloquearam vias e romperam a rede elétrica de alguns estabelecimentos comerciais.

Carmo do Cajuru

Sábado (20/02) – bombeiros foram acionados na Usina de Gafanhoto para resgatar dois homens que ficaram ilhados após a elevação do nível da água. Eles estavam atravessando o rio quando foram surpreendidos pela elevação do nível da água. Os bombeiros conseguiram retirar as vítimas do local de risco, eles foram deixados em um local seguro sem ferimentos.

Santa Maria de Itabira

Domingo (21) – Após muita chuva durante a madrugada de ontem (21/02), os bombeiros foram acionados em diversas chamadas no município de Santa Maria de Itabira. Foram pelo menos onze solicitações para o município nos bairros Lambari, Nova Santa Maria, Centro, Poção e Cidade Nova.

Dentre as naturezas das chamadas, temos acionamentos de enchente e inundação, desabamento, salvamento de pessoa ilhada e corte de árvore caída em via pública.

Tivemos guarnições de Itabira por terra e apoio do Arcanjo do Batalhão de Operações Aéreas com sobrevoo para dimensionamento e suporte das equipes terrestres.

Atualização: Ontem(22), os bombeiros trabalharam na busca por um garoto de cinco anos que estava desaparecido.

Segundo os militares, foi feito um estudo da planta da residência para estimar o provável local onde a criança estaria. Eles se depararam com uma árvore de grande porte que obstruía e dificultava o acesso. Essa árvore precisou ser cortada e ter seu tronco rolado para que conseguirem encontrar a cama onde estava a criança.

O Corpo de Bombeiros segue trabalhando na prevenção e vistoria para evitar e dirimir novos danos nas comunidades e locais de risco.

Divulgação CBMMG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *